Seja Bem-vindo(a)
 Principal
 Empresa
 Fale Conosco
 Anúncios Grátis
 Anunciantes
 

 

À mesa

Refeições em geral

À mesa tenha uma atitude tranqüila e segura. É importante para a conquista de uma boa imagem pessoal. O conhecimento técnico pode ser adquirido com relativa facilidade, treinamento diário e observação. Existem grandes obras discursando sobre etiquetas, inclusive livros muito interessantes e que valem a pena conferir, mas aqui na Só Festas, apresentaremos apenas um resumo de dicas preciosas que podem ser de grande valia para sua vida profissional e pessoal. As refeições de negócios são as que mais exigem uma fina educação, embora nossos conselhos sirvam também para quaisquer refeições em público.
  • Não se corta todo o alimento de uma só vez;
  • Nunca sopre ou faça barulho ao tomar sopa e nem vire o prato da mesma;
  • O pão é partido com a mão;
  • Conserve os cotovelos bem próximos ao corpo;
  • Se você estiver fazendo uma pequena pausa na refeição, os talheres deverão ficar como na forma do acento circunflexo (^), sobre o prato;
  • A colher de sopa é sempre levada à boca pela lateral, antigamente era à frente;
  • A faca quando não estiver sendo utilizada deverá ficar sobre o prato na parte superior, com a serrilha voltada para pessoa;
  • Ao chegar, não estenda a mão para quem já estiver se alimentando (um amigo no restaurante, por exemplo);
  • Não use o telefone celular à mesa, a menos que possa auxiliar na discussão (e sem incomodar a mesa ao lado);
  • Se for convidado, nunca escolha o prato mais caro - espere o anfitrião escolher, e escolha um pouco mais barato (as pessoas conhecidas por encarecer a conta do restaurante ficam mal faladas...);
  • No restaurante, a primeira coisa que se faz ao sentar é colocar o guardanapo, caso ele seja de pano, no colo (cuidado para não escorregar). Se o guardanapo for engomado, deixe-o dobrado na horizontal, pelos vincos, para não escorregar. Sempre que for levar o copo à boca, passe antes o guardanapo nos lábios. Se precisar se levantar durante a refeição, lembre-se de colocar o guardanapo sobre a toalha, à esquerda do prato, sem dobrá-lo. Ao fim, depois do cafezinho, faça o mesmo;
  • Não há problemas em pedir esclarecimentos ao "maitre" ou garçom, sobre o cardápio (mas atenção para as "indicações" do "maitre": geralmente são itens de pouca saída);
  • Nunca comece a se alimentar antes dos outros - espere que todos estejam servidos, e comecem juntos;
  • O mais óbvio: não falar com a boca cheia, e não gesticular com os talheres;
  • Não se alimentar segurando os dois talheres ao mesmo tempo: a faca serve só para cortar - após usá-la, em cada vez, apóie no prato, em diagonal, com o corte para dentro;
  • Não apóie os cotovelos na mesa, só os antebraços, mais precisamente, os punhos;
  • Não "abrace" o prato com uma das mãos, nem apóie o braço todo na mesa, entre o prato e o corpo;
  • Ao terminar, coloque os dois talheres juntos (não cruzados) na posição 4:30h do relógio - é o "código" de que você está satisfeito, e de que o garçom pode retirar seu prato (eles sabem reconhecer os códigos certos - geralmente são treinados para isso). Sem esse código, eles continuarão perguntando se você deseja mais. Somente dê este sinal de que terminou quando os anfitriões e as pessoas mais próximas também estiverem acabado. O correto é todos comerem no mesmo ritmo e ao mesmo tempo.
  • Em banquetes, use os talheres de fora para dentro, para cada prato, e coloque-os no prato, para que sejam levados na seqüência certa, e na posição certa. Os pequenos talheres à frente do prato, são para a sobremesa. Os copos são: fino e alto = champagne; maior = água ou refrigerante; médio = vinho tinto; menor = vinho branco. Copos para Cognac (mais "gordinhos") ou Licores (pequenos cálices) surgem ao final, geralmente. A presença de "lavanda" (pequena tigela com água perfumada, para "lavar" as pontas dos dedos) significa que você terá que usar os dedos (geralmente na "entrada") para apoiar, ou segurar pequenos pedaços de alimentos;
  • Não chame o garçom estalando os dedos, ou gritando;
  • Não fume na mesa;
  • Na sobremesa, uma torta é servida com colher e garfinho. Ao fim, a colher e o garfinho devem ficar no pratinho sob a taça - jamais dentro dela. A colher é colocada à direita; o garfinho, à esquerda. Nos restaurantes simples, que não apresentam prato sob a taça, a colher fica sobre a mesa mesmo, à direita da taça. Também é correto pousá-los paralelos;
  • Não palite os dentes em público (nem use fio dental, é claro);
  • Não fale alto - falar alto geralmente é sintoma de pessoas inseguras (precisam se afirmar), ou "novos ricos" (precisam se mostrar), ou sem educação, mesmo!
  • Não arraste a cadeira, ao se levantar. Recoloque a cadeira no lugar, também sem arrastar;
  • A empadinha é deliciosa até no momento em que se mastiga a azeitona com caroço, não é? Diante da surpresa, coma a azeitona, cubra a boca com a mão esquerda em concha, leve o garfo até os lábios para recolher o caroço e coloque-o no prato. Outra maneira, adotada principalmente em coquetéis, é cobrir a boca com a mão em concha e pegar o caroço com o polegar e o indicador. Depois ele deve ser recolhido no guardanapo de papel.
  • Pratos bem decorados com legumes em forma de flor, azeitonas recheadas e flores naturais são servidos sempre e nos deixam com aquela pergunta na cabeça: - Será que isso é comestível? Não se acanhe, eles são para comer mesmo. O que não é elegante é apenas beliscar esses elementos decorativos deixando, por exemplo, uma torta sem cobertura. Se você não os aprecia, procure comer pelo menos alguns, para não acumulá-los como sobra no prato.
  • Quando os anfitriões sabem que um convidado prefere cerveja a vinho, tomam a precaução de deixar os copos apropriados para a bebida numa bandeja sobre o aparador ou sobre a mesinha auxiliar. Ao servir o vinho, o dono da casa - é ele quem providencia as bebidas - pergunta quem prefere cerveja e substitui o copo. Se uma copeira está servindo, é ela quem coloca o copo de cerveja no lugar do de vinho. Caso não haja na casa o copo especial para cerveja, usa-se um para água mesmo, dos mais altos.
As dicas são tantas que não poderemos descrevê-las em todo seu teor somente aqui na Só Festas, mas se você estiver realmente interessado em maiores informações sobre etiquetas, estude em um livro especializado, ou faça um curso! Vale a pena, afinal etiqueta representa educação e cultura nos dias de hoje, além disto grande parte dos profissionais são avaliados em restaurantes antes de promoções, ou de decisões para viagens ao exterior! Aproveite a oportunidade para adquirir conhecimento, que nunca é demais!
 

Todos direitos reservados sofestas.org